quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Bocarneiro


Esta semana dei mais uma queca epopeica. Uma epoqueca, portanto. Se o sexo fosse uma modalidade desportiva estou certo que bateria o recorde olímpico em cada maratona sexual em que participo. Mas adiante. A gaja era uma turista escocesa e no final, dada a majestosa e inigualável queca, e estando ainda em êxtase, ela deixou soltar um “you´ve ruined for other men”. Por isso, fui para a minha secretária e comecei a pensar que se o Bocage e o Mário de Sá-Carneiro fossem um só e tivessem acabado de assistir à minha louvável performance sexual, haviam de ter criado uns versinhos inspiradores que fariam perdurar esta pinada por toda a eternidade. E se o Bocage e o Mário de Sá-Carneiro fossem um só, teriam certamente criado coisinhas poéticas lindas assim:

Como só eu possuo

Olho em volta de mim. Todas me possuem
Num afecto, num sorriso ou num abraço.
Mas para mim as ânsias só se diluem
Quando lhes enfio o meu calhamaço

Roçam-se por mim nos lençóis da cama fria
Entre espasmos golfados intensamente.
Sonham com as êxtases que eu amansaria,
Mas só quero meter-lhes o nabo a quente

Quando estou em brasa perco-me todo
Não posso afeiçoar-me, só sei ser eu:
Uma máquina ardente enquanto fodo,
Depois saio, nunca alguém me conheceu

Como eu desejo a que ali vai na rua,
Tão ágil, tão intensa, tão cheia de calor.
Por mim emaranhava-a já toda nua,
Metia-a de joelhos a provar o meu sabor

Ah, eu a faria vibrar de forma penetrante,
O seu corpo ficaria com o prazer roubado,
O seu sexo completamente transtornado
Depois de sentir o meu mastro gigante

De embate em embate todo eu me ruo,
Dou-lhes o mundo inteiro numa pinada
Quedam-se sem pensar em mais nada
Ao serem possuídas como só eu possuo.

56 comentários:

Kapikua disse...

Belo cartaz de visita!

Se este blog correr mundo, "vai vir charters" de gajas para conhecer o Pacheco!

Grande abraço.

Mariavaicomasoutras disse...

Boa mistura de Boca com Carne...um poema onde a simbiose da métrica pi(l)adética se mistura com a dimensão profunda que demonstra que és um mestre na recriação de momentos de prazer que me deleitam e acendem a chama por sentir como só tu possuis nas tuas monumentais/colossais pinadas...
Abraço

Maria D Roque disse...

Ah Pacheco, seu ícone do arcadismo nacional !!!!

Patife disse...

Kapikua:
Oba. Vai vir chachas, vai vir chachas. ;)

Mariavaicomasoutras:
Sempre que pino fico com a sensação que o Pacheco é um louvor que lhes concedo. Entre as pernas. ;)

Maria D Roque:
Ahahah. Ainda ontem contribui para o arcadismo com aquela pinada que dei debaixo de uma arcada. ;)

S* disse...

Estás a ficar um sentimental, digo eu, que gosto de tentar descobrir sentimentos nas entrelinhas. ahahah

Patife disse...

S*:
E sou. Sou um sentimental do Pacheco. ;)

Uma Rapariga Simples disse...

Tudo isso por causa da frase da escocesa? Homem, a tua lógica é arrasadora.

nAnonima disse...

Ai Patife, tu, definitivamente, matas-me o coração! Sexo e Literatura, tudo no mesmo post... muito bom.

Eva Lua disse...

Haja imaginação... :) GOSTO!

PinUp Me disse...

Continuo sem entender a ligação disso para a frase ahahah
Que inspiração pá!

Patife disse...

Uma Rapariga Simples:
A minha picha também. ;)

nAnónima:
Sexo na literatura deixa-me a dita dura. ;)

Eva Lua:
Haja tesão. E vaginação;)

Uma Rapariga Simples disse...

Não sei, Patife, nunca a vi. O que sei é de ouvir dizer, melhor, de O ouvir dizer. Já se sabe que os homens são uns valentes exagerados e não se pode ter a palavra deles em grande conta. Maneiras que fica cada um com a sua ideia. ;)

Patife disse...

PinUp Me:
A pinada foi tão boa, tão boa, mas tão boa, que lhe arruinei a possibilidade de voltar a ter prazer com outros homens. Nenhum lhe voltará a dar tanto prazer depois da queca epopeica. Porque ninguém possui como só eu possuo. ;)

Sempre ao dispor para lhe esclarecer estas e outras dúvidas. Patife: a ajudar a próxima desde mil novecentos e troca o papo. ;)

Patife disse...

Uma Rapariga Simples:
Confesso que o Patife fala mais do que fode. O que é uma chatice porque fode muito. ;)

Uma Rapariga Simples disse...

Já conhecia esse argumento, repete-lo à saciedade. Começo a pensar que és político, sempre a contornar as questões.

Patife disse...

Uma Rapariga Simples:
Também pino sempre com o mesmo mastro e não é por isso que a queca deixa de ser considerada da primeira divisão de vida sexual. ;)

Eva Lua disse...

A tesão já está intrínseca, há para dar e vender :) E que bem que vendes o teu "peixe"...hahahahahhaha :p

Patife disse...

Eva Lua:
Sou muito caridoso. Não vendo, antes distribuo. Sou uma espécie de dealer do prazer. ;)

Eva Lua disse...

Há quem distribua sopa aos pobres...tu distribuis Pacheco hahahahahahahahaha

JUNUS disse...

ÉS O MAIOR, FODA-SE!!!!!

Uma Rapariga Simples disse...

Pronto, leva lá a bicicleta.

Mariavaicomasoutras disse...

Estou de acordo com a tua opinação, vejamos que eu também opino de forma diferente de acordo com as (p)rimas,
mét.(c)rica, metá.fora e ton(us).(velo)icidade...pelo que, ipsus factum, o relato das epopeias é sempre uma pinada distinta das nac(i)onais.

Miúda disse...

Temos poeta... LOl

fu manchu disse...

Com as escocesas que nos põem as piças tão, tão tesas, não são quecas epopeicas, são euroquecas, tal como com polacas ou suecas.

Fu Manchu

Patife disse...

Eva Lua:
A solidariedade apresenta-se sob muitas caras. ;)

JUNUS:
O Maior é o Pacheco. Eu apenas tenho a sorte de andar com ele entre as pernas. Tal como as moças que me passam pela cama. ;)

Uma Rapariga Simples:
Não há dia que não amues com o Patife, hein? ;)

Mariavaicomasoutras:
Bravo. Com essa retórica mereces receber o prémio "Corneta d´Ouro do Patife". ;)

Miúda:
Na maior parte das vezes sou mais um penetra. ;)

Fu Manchu:
Pino-as a todas indiscriminadamente. Sou a favor da internacionalização, apesar de não haver melhor na cama que a mulher portuguesa. ;)

Sufocada disse...

Bravo, tivessem sido estes os poemas a Português...
Ponto para o Patife, again...

Uma Rapariga Simples disse...

Mulheres, há que sofrê-las! (e livra-te de usares outro verbo)

Mariavaicomasoutras disse...

Vem-te já com o prémio
"Corneta d´Ouro do Patife". ;)
Meus braços estão abertos para o prémio receber
... tuas mãos me dão prazer
Se fosse das mãos d'um coelho
no culhavias de o meter!

guga disse...

Fodes-me com as palavras.

Patife disse...

Sufocada:
Eu poderia ter feito tanto pela literatura portuguesa se me deixassem estabelecer os programas educacionais. ;)

Uma Rapariga Simples:
Mulheres, há que sorvê-las. ;) (Sabias que eu não ia resistir).

Mariavaicomasoutras:
Quem fala assim não é gago, mas certamente gosta de mamá-lo. ;)

Guga:
Há lá foda melhor. Havias de ver o meu bacamarte a declamar. Isso sim, é a abelha-rainha das fodas. ;)

Pat. disse...

Com seu lado poético, para elas, tudo fica mais especial ;)

Uma Rapariga Simples disse...

lol
Pensei que fosses mais explícito. Até que nem ficou mal. ;)

Ulisses L disse...

Se fosse eu a ti tinha-lhe cantado a musica do Gonzo:

"Dei-to quase todo,
E quase todo foi demais,
Dei-to quase todo,
Ficaste a chorar por mais...)

:)

Patife disse...

Pat.:
Com o meu lado fodético também. ;)

Uma Rapariga Simples:
Mas por quem me toma? Por algum bruto carroceiro sem modos!?!?!? (Até que não foi uma má descrição). ;)

Ulisses L:
Com o Pacheco, na maior parte das vezes, metade já é demais. ;)

desejo disse...


Patife, na minha perspectiva, dás para ministro da educação.


:)

Mariavaicomasoutras disse...

Se tu mamasses como eu t'amo nunca tachavas co meu macho...
(desculpa Patife mas ando com acelerações que até me arrepiam os ditos cujos)

Patife disse...

desejo:
Adoro a tua perspectiva das coisas. E a minha perspectiva das conas. ;)

Mariavaicomasoutras:
Acelera, Mariazinha. Eu cá, na cama, acelero sempre a fundo. ;)

nAnonima disse...

Uma simples frase, meu Amo e Senhor, é tudo o que tens para mim?!? Devia mandar os meus primos todos darem-te uma sova!!!!

A Chata disse...

Sempre um poeta este Tifinho...

Clint disse...

Porquê Dan Piraro, Patife? Se o Pacheco também é vegetariano, eu, que sou um rapaz para a idade do Dan, fico a pensar que uma pachacha é uma espécie de vegetal... o que altera completamente a minha visão da vida...
Além do mais, Piraro é um activista dos direitos dos animais o que conduz à pura incongruência tudo o que aqui se disser (ou já tenha sido dito) sobre canzanas...
Patife, esclarece este mortal...

desejo disse...

Patife, penso no que pensas quando fazes os comentários, que são tão bons quanto os posts que escreves.
Imagino-te a rir, rir, rir, como eu rio.
É que tens sempre uma resposta na ponta da ... para dar.

:)

Inês disse...

Uma foda poética por dia e nem sabíamos o bem que fazia.

Mary Jane disse...

Desconfia sempre de mulheres muuuito elogiosas. É o que eu acho! Quando se gaba muito a performance, a intenção de que o macho fique com boas recordações mas isso não corresponde à verdade. Tudo o que é bom de mais esconde-se ou omite-se que o é. Mas toda a boa epopeia tem boa dose de ilusão, portanto uma boa epoqueca como esta só poderia surgir da ilusão do poeta!

E eu juro que quase que consegui ouvir uma melodia suave de uma qualquer música do Abrunhosa acompanhada da respectiva voz enquanto lia. Daqui a nada és letrista.

Helena Só disse...

Fiquei com uma vontade incontrolável de... ler poesia... da boa!!!

Hot kisses

Patife disse...

nAnónima:
Uma simples frase e um enérgico bacamarte é o que tenho para si. Parece-me mais que suficiente. A insurreição vai custar-te caro. ;)

A Chata:
Um poeta da greta. Um trovador da punheta. Um lírico de treta. ;)

Clint:
Eu esclareço. Sou fã do "Bizarro" do Piraro, cuja essência tem muito a ver com as crónicas do Patife. Nas palavras do Piraro: "The situations are surreal, yet often plausible". ;)

desejo:
Tenho-a sempre posta na ponta da língua, sim. E rio. Muito. Que depois de foder, é sempre o melhor remédio. ;)

Inês:
Ámen. Dou uma todas os meses. Já quecas é uma todas as horas. ;)

Mary Jane:
Heresia! Eu faço exactamente o oposto. O Pacheco é o supra-sumo dos bacamartes, gigante e majestoso, e capaz de um ritmo de bombada só ao alcance dos predestinados e eu não o escondo. Na verdade, estou sempre a mostrá-lo. As obras primas devem estar expostas. ;)

Helena Só:
Caramba! deve estar a perder qualidades se só te dei vontade de ler poesia. ;)

nAnonima disse...

Promessas e garganta, é o que V. Ex.ª tem! De resto, não vejo nada.

Passar bem!

Patife disse...

nAnónima:
Eu (pro)meto. Tu dás a garganta. E não precisas de ver nada.

Mamar bem. ;)

Helena Só disse...

E se for poesia lida a partir de um livro pousado nas costas enquanto se oferece a parte posterior? Melhora?

Hot kiss

Patife disse...

Helena Só:
Ah bom! Muito melhor. Assim aplaudo. Já posso adormecer em paz com essa imagem a embalar-me. ;)

LIRIO SELVAGEM disse...

Bela poesia, fiquei encantada!
Uma digna homenagem... ao Pacheco, é isso?

Anónimo disse...

Amigo Patife - peço as minhas desculpas antecipadas - quero-te pôr o meu problema e reza assim:


A minha mulher, quando está com o período - o "marreco" empina descomensurávelmente e ando sim, 3 dias, até tenho vergonha de saír à rua - ora, se está uma semana, como é?

Já me aconselharam a meter o "marreco" num congelador portátil?

Qual é a sua opinião?

Saridon

{Mansinho}_da Loirinha disse...

Viemos conferir seu Diário de Bordas kkkk... Bom dia Sr. PaTife, quando li seu nome e seu comentário lhe imaginei genial, SÓ NÃO IMAGINEI TANTO... vc me lembra um amigo alemão sumido da minha Dona Loirinha rsrs... CARA TU ESCREVE BEM PRA CARALHOOO... Se letras trouxerem xanas, SEM DÚVIDA TERÁS MUITAS AO SEU DISPOR kkkk...
Inté Sr. P. ... Beijos beijos beijos da Loirinha, abraço manso...

CENAS COM ELAS disse...

Muito interessante este blog. Cada vez está mais requintado e ousado.
No meu, pouco de escreve...
Vejam lá o meu desafio por cumprir.
Bjs e Abr

Patife disse...

LIRIO SELVAGEM:
Uma Pacheconagem, pois que sim. Até porque com o Pacheco, isto acaba sempre em sacanagem. ;)

Saridon:
Ahahah. Deixa-o tomar o comando. Segue-lhe os passos e não o amordaces. ;)

{Mansinho}_da Loirinha:
O Patife escreve, o meu pincel pinta. Um alimenta o outro. E depois trocam. ;)

CENAS COM ELAS:
Para mim, o melhor local de engate é onde eu estiver. É sempre infalível. Até num bar de lesbianas a coisa corre bem. ;)

Mamã de Peep-Toe disse...

Tu és mesmo poético............a minha alma está parva......

Patife disse...

Mamã de Peep-Toe:
Sou mais fodético, na verdade. ;)